top of page

A tarde fica sempre mais doce quando navego no mar dos teus olhos




Das madrugadas corridas com cheiro a jasmim nascem suspiros enraizados em saudade. A vida vai-se espraiando ao longo dos dias, entre o pintar das uvas e as letras que se juntam na cabeça em poema desenfreado e curto, pela noite que se torna dia e o dia que nasce noite. Só o horizonte sabe a alegria do meu olhar. Só o mar conhece o calor do meu corpo que cresce em maré viva e se espalha nos grãos de areia na praia. Por vezes, encosto-me ao último raio de sol e confesso-lhe o meu segredo, ele ri-se e nasce estrela do meu céu. Ouço o ranger do tempo nos ossos cansados, esqueço o peso da idade e permito-me sentir o coração na boca. Arrepiada pelo som do amanhã abraçado ao luar.


A tarde fica sempre mais doce quando navego no mar dos teus olhos.

🥂



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page