IMENSO

Imenso é o mar cheio de vida

quando se espreguiça aos meus pés.

O raiar do sol no horizonte

quando se despede do dia.

Imenso é o lagar a fervilhar em desejo

num mosto embriagado de vinho novo.

O silêncio das vozes

que voam desamparadas com o vento.

Imenso é o agasalho do outono

enquanto dói a escrita.

Imenso é o teu beijo

quando me escorre pelo corpo

e acende o luar no céu da minha boca.

Imensas são as folhas de uma gerbera.



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo